• Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Ícone
  • Vitor Soares

Como funciona a distribuição de um filme?



A distribuição de um filme no mundo cinematográfico funciona de maneira muito complexa. Muita coisa acontece entre o momento da ideia e o momento em que o público vê o filme na tela de fato.

Isso acontece porque os filmes precisam de diferentes profissionais e diferentes empresas que possam ajudam o sucesso das produções.

Mesmo quando tudo está pronto, roteirizado, filmado e editado, o jogo ainda não termina. E é nesse momento que entra o trabalho das distribuidoras, que tem como função levar os filmes às janelas de exibição.

Vamos entender melhor.

Como é o processo de distribuição

A distribuição, em linhas gerais, é um processo posterior à produção de um filme. Ela tem uma função logística e marketeira dentro da lógica cinematográfica e, normalmente, fica a cargo de um agente isolado das produtoras e dos cineastas - inclusive financeiramente.

Quando um filme chega a uma distribuidora, portanto, ela será responsável por fazer com que esse filme chegue às várias janelas de exibição existentes: as salas de cinema comerciais e de festivais, os sites de streamings, as tevês por assinatura e aberta e outros exibidores mais variados (como ônibus e aviões, por exemplo).

Esse processo se dá a partir de algumas etapas. São elas: planejamento, campanha, promoção e distribuição.


Quem exibe os filmes?


As tecnologias de exibição e consumo de cinema têm se transformado nos últimos anos e movimentando de forma nunca antes vista a indústria de cinema. Na distribuição isso não é diferente.

Por isso, além do tradicional cinema e das tradicionais televisões aberta e fechada, temos hoje também os serviços on demand, que exibem filme para serem assistidos em casa substituindo os antigos home videos (DVDs, por exemplo).

Muito por conta dessa revolução na forma de exibir é que hoje a maioria das pessoas consome já consome cinema via serviços de streaming como a Netflix e a Amazon Prime.

Ainda assim, há espaço para filmes tanto nas salas de cinema quanto na sala de casa ou no celular. Na exibição comercial, no entanto, os curtas-metragens têm pouco espaço em salas de cinema convencionais.

Nesses casos, as empresas responsáveis pela distribuição ficam com uma porcentagem dos lucros do filme, normalmente uma porcentagem ligada ao valor investido por ela para distribuir e conseguir exibir o filme. Normalmente, é a produtora que faz essa negociação.

Clicando aqui você pode encontrar a lista de distribuidoras registradas na Agência Nacional de Cinema (Ancine). Pode ser interessante entrar nos sites de cada uma delas para ver como funcionam individualmente.


Canais de televisão que compram produções


Alguns canais de televisão, principalmente por conta da cota de tela para conteúdo nacional, acabam procurando produções independentes para cumprir as porcentagens mínimas de exibição.

As principais janelas dessa categoria são os canais públicos, educativos e comunitários. O Canal Curta, por exemplo, é um desses quem têm inclusive uma aba específica para o envio de produções independentes.

A dica aqui é que o cineasta procure por esses canais para descobrir qual deles estão à procura de novos conteúdos. Você pode encontrar clicando aqui a lista de canais de TV fechada para dar uma pesquisada.




newsletter.png

RECEBA NOSSA NEWSLETTER!